sexta-feira, 4 de julho de 2014

HORIZONTALIDADE

Partilho com vocês um poema que fiz em abril deste ano:
            HORIZONTALIDADE
A vida tem todas as possibilidades de grandes glórias e aventuras
E elas, as possibilidades, aí estão espreitando-me;
Alegra ao meu coração aventureiro poder flertar com elas
E saborear em alguns momentos coisas afins com a conquista
Com descobertas de novos mundos e alegrias feitas de fantasia.

Então, quando os meus membros se cansam de aplaudir as ilusões
E quando as pálpebras e as sobrancelhas se exaurem do assombro
Olho para o oco em meus pés, o pó entre os dedos sujos
Sinto aquela agradável sensação de cansaço na panturrilha
Depois de uma caminhada bem longa, voltando do trabalho.

Quando chego em casa ao anoitecer acompanhando o espichar-se das sombras
Conheço o sabor do ar penetrando olorosamente os recônditos de meu cérebro
Dizendo-me onde isso ou aquilo, cada coisa, distribuindo-se no meu pequeno mundo
Em que cada suspiro e riso, cada piscar ou rir, enfim nada está em nenhum lugar
Habitado pelas potestades celestes, glórias extraordinárias ou epítomes de prazer.

Sento-me diante da lareira apagada (se não faz frio);
Naquele lugar os momentos de percepções geniais
São uma alegria tão grande quanto o sabor comum do meu dia
Ou como as costas sentindo o tronco da árvore no repouso.

recebam um abraço horizontal de Aureo Augusto.

8 comentários:

  1. Dr. Áureo, ler esse poema é um deleite para minha alma. Obrigada por tanta simplicidade cheia de tanta beleza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh! Lídia, grato por suas palavras tão ternas.
      abraço

      Excluir
  2. Muito lindo!!! Dr. Aureo, gostaria de saber quando estará atendendo consultas em salvador e qual o contato. Meu e-mail: taiscferreira@gmail.com

    obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Taís, que bom que gostou. Isso me alegra.
      Não estou com data certa para ir a Salvador neste momento mas qdo marcar vc será avisada, tá bom?
      abraço.

      Excluir
  3. Obrigada, vou está no aguardo!!!

    ResponderExcluir
  4. Caro Áureo!
    Quando nossos membros se cansam de aplaudir as ilusões! Tem sido a minha pesquisa há muitos anos utilizando as técnicas Yoguis (Kriya Yoga) picaretando a couraça da consciência, para me libertar desse engano chamado Maya!
    Parabéns feliz aventureiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato Carlos,
      parabéns a vc pela empreitada de picaretar esta couraça. Não é fácil, mas a recompensa é tão sutil qto satisfatória.
      abraço

      Excluir

  5. Quando tudo desconcerta
    Um coração aventureiro,
    A porteira fica aberta
    À fantasia, por inteiro.

    Mesmo se o corpo relaxa,
    Mesmo que os olhos fechem,
    A mente procura e acha
    O lugar onde se mexem

    As aventuras e o sonho,
    Os sonhos e a ventura!
    É o lugar onde disponho
    De luz clara e sempre pura!

    Passárgada? Shangri-lá?
    Xanadu? E eu sei lá!
    É coisa que ninguém diz.
    O importante é ser feliz!

    Abraço.

    ResponderExcluir