quinta-feira, 27 de agosto de 2009

ARCO-ÍRIS

Desta vez não deu certo! Ocorre que quando acontece aqui no Capão de se formar um arco-íris lá pras bandas do oeste, na direção da serra do Candombá, é seguro que alguém morre. E morre mesmo. Tenho testemunhado inúmeros casos. Foi que desta vez pensei logo na lista de gente que não está bem de saúde, pessoas idosas, quem seria desta vez? Cheguei a fotografar o belíssimo meteoro, mas a despeito de toda a tradição ninguém morreu.
Será que os fenômenos sincrônicos obrigam-se a estabilidade? Ou será que esta profecia não mais se realizará? Quiçá isto signifique uma ruptura do equilíbrio das coisas aqui no Vale, ruptura esta desejável, na medida em que os tempos mudam e este mudar obriga a câmbios e desestruturação para que ocorram novos momentos.
Isso me ocorreu quando ao arco-íris não correspondeu a morte habitual.
Um abraço para vocês.

Um comentário:

  1. Olá Aureo, tudo bem?!
    depois visite o meu blog;

    curaearte.blogspot.com

    ResponderExcluir